Dê sua opinião e concorra – É RÁPIDO!

Concurso Cultural RACIONAL

11130180_812022378891978_7155168287734960883_n
—————————————-

Curta a fanpage do PAPO DE PRIMATA no Facebook (facebook.com/papodeprimata) e envie um e-mail para o endereço:

racional@papodeprimata.com.br

…respondendo à seguinte pergunta:

“Por que é tão importante estimular uma visão racional do mundo?”

A melhor resposta irá receber uma cópia do livro RACIONAL – A VISÃO DA DESCRENÇA, de Lucas Belarmino, autografada pelo autor!

Participe!

Trailer do livro:
https://www.youtube.com/watch?v=LvbXgwA51XA

* Apenas e-mails enviados até 10/05/2015 serão considerados.

——————————
http://papodeprimata.com.br/concurso-cultural-racional/

Anúncios

Cientistas ingleses provaram a existência do PLANO ESPIRITUAL

chicoxavierplagio35sdgfa[1]

O experimento foi publicado no New England Journal of Science e está causando polêmica por ser o primeiro estudo com corroboração inescrutável. Céticos de diversas universidades estão rendendo-se as provas do PLANO ESPIRITUAL.

O estudo confirmou que psicografia, visão de espíritos, canalização, projeção astral podem ser reais, dependendo apenas de um dom inato a escolhidos. O experimento poderá ser utilizado em centros espírita para validar a veracidade de médiuns.

Este tipo de noticia veemente propagada em redes sociais pela maioria da população que crê no título é a prova do que conhecemos por VIÉS DE CONFIRMAÇÃO.

Uma tendência das pessoas preferirem informações que confirmem suas crenças ou hipóteses, independentemente de serem ou não verdadeiras.

Como resultado, as pessoas colhem evidências e trazem informações da memória de forma seletiva, interpretando-as de maneira enviesada (tendenciosa). O efeito é mais forte no caso de assuntos emocionalmente delicados e nos casos em que se está lidando com crenças fortemente arraigadas.

Já que as pessoas não se dão o trabalho de pesquisar a veracidade da noticia, mais uma vez recomendo o site www.e-farsas.com , qual trabalha divulgando todos os dias as falsas noticias da WEB, veja abaixo um exemplo:

Cientistas alemães provaram que existe vida após a morte. Será verdade?

http://www.e-farsas.com/cientistas-alemaes-provaram-que-existe-vida-apos-morte.html

Em meu livro “RACIONAL – A VISÃO DA DESCRENÇA”, fiz questão de trabalhar sobre o assunto. Enfatizando a importância de questionarmos autoridades e ensinando técnicas utilizadas por videntes, médiuns, ciganos e charlatães para enganar.

Encontre o livro aqui:

www.racionalolivro.com.br

Uma visão analítica do “SOBRENATURAL”

Conheça técnicas utilizadas por videntes, médiuns, ciganos, líderes religiosos e charlatões para nunca mais cair no conto do vigário.

Todo conhecimento empírico adquirido ao longo dos anos de crença do autor serão explicados com base em experimentos científicos e corroborados com opiniões pessoais, tais como:

Premonições, milagres e avisos sobrenaturais;
 Cura pela fé, preces atendidas e resposta através de um sinal divino;
Carta psicografada e viagem astral (“sair do corpo”);
Falar em línguas, a imagem de Santos e visões de espíritos;
Horóscopo e leitura de mãos, sem erros e inescrutáveis;
Visualização de OVNI e telepatia.

É possível ser racional e acreditar em Deus?

maxresdefault

Por Lucas Belarmino

Há pouco tempo lançou no Brasil o livro “Racional: A visão da descrença” e acredito ter sido a pergunta mais freqüente – É possível acreditar em Deus e ser racional?

Para este tema será preciso filosofia e claro, razão. Antes, vou definir os conceitos mais importantes:

RAZÃO:

Razão, no sentido geral, é a faculdade de conhecimento intelectual próprio do ser humano, é um entendimento, em oposição à emoção.

(fonte: http://www.significados.com.br/razao/)

EMOÇÃO:

As emoções são reações psicofisiológicas, que representam modos eficazes de adaptação face às mudanças ambientais, contextuais e/ou situacionais.

(fonte: http://conceito.de/emocao#ixzz3VLqqhaMO

Bem, nestas definições já fica claro que RAZÃO e EMOÇÃO são antônimos. Um não é igual o outro e tampouco se complementam.

Mas até agora o que isto tem relação com Deus?

Trabalharei meus argumentos fazendo uso de uma BARRA GRADUAL que criei:

cats1

Vejam que Razão e Emoção encontram-se no meio e somente nos extremos temos outras duas definições: Racionalismo e Sentimentalismo. Rapidamente vamos analisá-los:

RACIONALISMO:

Que se concebe pela razão – que faz uso demasiado da razão/ lógica.

(Fonte: http://michaelis.uol.com.br/moderno/portugues/index.php?lingua=portugues-portugues&palavra=racional)

SENTIMENTALISMO:

Excesso de sensibilidade, emoção exagerada, por algum motivo de admiração ou sem motivo aparente.

(Fonte: http://www.dicio.com.br/sentimentalismo/)

Portanto, até agora se entende que:

Razão e emoção são emoções distintas, mas que TODOS somos dotados. A manifestação da razão sobrepondo a emoção ou da emoção sobrepondo a razão depende da ocasião. Se age-se com emoção deixa-se a razão de lado, mesmo que com razão fosse agir de maneira igual, vice-versa.

“Tomei aquela atitude sem pensar, agi pela emoção”.

“Tomei aquela atitude pela razão, não com o coração”.

Está claro?

Voltemos a barrinha:

dic46_coreldraw_textura3

Todos dispomos de razão e emoção, mas note que aos extremos encontra-se definições distintas e que definem por si só não ações, mas “ISMOS” como sufixo ( do grego –ISTES, para designar o adepto de uma ideologia – modo de vida).

“Aquele poeta escreve belas poesias de amor. Um sentimentalista nato.” (refere-se à personalidade do poeta e não à emoção do poema)

O sentimentalismo e o racionalismo devem, portanto, serem conceitos arraigados a personalidade de cada Ser humano, já que não são variações, mas traços ideológicos. Sendo assim, posso ser racional, mas ter momentos emotivos, mas NÃO POSSO ser um sentimentalista e ser racionalista. Ademais, posso ser um sentimentalista e por instantes agir com a razão, mas não posso ser ao mesmo tempo um racionalista.

Ainda não ficou claro? Veja a imagem abaixo:

fé-versus-razão

São caminhos distintos FÉ vs Razão, pois define-se com a própria bíblia, em Hebreus, que:
“Fé o firmamento e a prova daquilo que não se pode ver” – O oposto de racionalismo!

Agora por que estou colocando Deus contra a razão e hospedado ao conceito de sentimentalismo?

dic46_coreldraw_textura31

O ateísmo encaixa-se no mesmo conceito de racionalismo, pois refere-se a uma ideologia (sufixo –ISMO).

Deus encaixa-se no conceito de sentimentalismo, pois é oriundo da emoção excessiva, ou seja, do sentimentalismo. Deus é o medo de morrer, portanto a vida eterna. O medo de um Mundo sem controle, portanto a benevolência e onipotência. O medo de sentir-se só, portanto a onipresença. O medo da injustiça, portanto a onisciência.

O ápice da emoção, a pura definição de um sentimentalista.  Deus é o significado para o que se busca um significado.

Em meu livro “Racional”, capítulo 8, faço uma análise do sentimento amor. Para que fizeste isto descrevo que as emoções devem ser “retiradas” do sistema límbico e “levadas” ao córtex pré-frontal, a região cerebral responsável pela racionalização. Sim, nem neurologicamente podemos utilizar estas áreas simultaneamente.

Um sentimentalista não poderia definir o amor da maneira que o defino. Se o pudesse não seria um sentimentalista, pois o amor é o sensacional das emoções ao extremo. Defino o amor como uma reação físico-química, mas isto não me desprovê de senti-lo. O sentimentalista poderia definir o amor como uma reação físico-química, mas o que seria de suas excessivas emoções?

O homem é considerado um Ser racional no sentido de tomar decisões baseadas na lógica, na razão. Assim como hoje se sabe que muitos animais são racionais quando esta é a definição de racionalidade.

Sugiro que digamos que o homem é um ser que possuí razão e emoção, mas não um Ser RACIONAL!

Apesar dos extremos (Racional vs Sentimental) serem opostos e arraigados a traços de personalidade, são ideologias. É possível ir de sentimental para racional, mas nunca ser ambos.

O racionalista busca ao extremo a lógica, enquanto o sentimentalista é o extremo da emoção.

Tenho um filho de 3 anos e quando ele crescer terá acesso a toda informação de meu livro, documentários e filmes a respeito de Deus, mas isso não significa que ele será um ateu, vai que seja sentimentalista, não?

Lucas Belarmino – Autor de “Racional: A visão da descrença”.

Conheça o trailer do livro: https://www.youtube.com/watch?v=LvbXgwA51XA

Compre no site: www.racionalolivro.com.br

livr

Estado Laico, um sonho ou uma realidade?

dinheiro

Por Leandro Ferraz

Queridos leitores, essa semana iremos tratar de um assunto que está cada vez mais em destaque nas mídias sociais e tomando proporções gigantescas, a bancada evangélica no congresso. Para início de conversa, ai vão algumas informações a respeito: os parlamentares com vínculo a instituições religiosas hoje, já representam um quinto do congresso e vem ganhando cada dia mais força. Em 20 anos, cresceu absurdamente o número de deputados federais e senadores evangélicos, o número mais que triplicou – para se ter uma idéia em 1990 tínhamos 23 deputados evangélicos na bancada, em 2010 esse número saltou para nada menos que 73, e continua crescendo cada vez mais. Com isso, os debates quanto aos direitos civis, legalização das drogas, liberação do aborto, laicização do estado e direitos humanos estão mais freqüentes.

Se você reparar bem, os católicos predominavam antigamente, mais com o crescimento da população evangélica no Brasil ouve um certo desequilíbrio nessa equação. A disputa transpôs o campo religioso e abrangeu o campo político de forma avassaladora. Se utilizando do pretexto de “preservar a vida” os parlamentares pertencentes as bancadas católica (22 congressistas) e evangélica, deixam de lado suas diferenças e se unem para tentar frear o avanço de pautas polêmicas como aborto, casamento homossexual e liberação das drogas. Mas os esforços de hoje se diferem do comportamento pós redemocratização, onde os movimentos católicos e evangélicos foram essenciais para o avanço dos direitos humanos e defesa das minorias, temos como exemplo temas ligados a terra, melhoria das condições de trabalho e dos cidadãos.

Temos que ficar atento quanto ao poder que essas alianças podem gerar dentro do congresso, por exemplo, a Frente Parlamentar em Defesa da Vida e Preservação da Família reúne católicos, evangélicos e outros políticos de cunho religioso, se somado, são 192 parlamentares, ou seja, 40% do congresso nacional.

Isso mostra como a religião está se tornando cada vez mais uma ameaça pro estado laico brasileiro. Hoje Cerca de metade dos deputados pentecostais é composta por pastores, cantores gospel e parentes de líderes de igrejas, tele-evangelistas e donos de emissoras de rádio e TV. Estes para serem eleitos, contam com apoio eleitoral de pastores e líderes religiosos. O certo deveria não se misturar de forma alguma interesses políticos e religiosos, mais infelizmente isso já não é mais possível, tendo em vista que a cada dia o número de religiosos no poder aumenta.

Isso fere o conceito de estado laico, para quem não conhece bem o termo segue o conceito: “Estado laico significa um país ou nação com uma posição neutra no campo religioso. Também conhecido como Estado secular, o Estado laico tem como princípio a imparcialidade em assuntos religiosos, não apoiando ou discriminando nenhuma religião. Um Estado laico defende a liberdade religiosa a todos os seus cidadãos e não permite a interferência de correntes religiosas em matérias sociopolíticas e culturais.”

O problema maior é que na teoria o estado é laico, mais na prática isso não está nem perto de acontecer. Interesses políticos estão se atrelando a interesses religiosos, bancadas de cunho religioso se reunindo no poder, agora querem eleger Marco Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, ou seja, mais um fato que se concretizado, irá reforçar ainda mais a bancada no poder.

Para fechar deixo a vocês uma frase de José Saramago: “Não sou um ateu total, todos os dias tento encontrar um sinal de Deus, mas infelizmente não o encontro.”

Qualquer crítica ou sugestão, comente abaixo que responderei com todo prazer, um abraço e até a próxima.

Compartilhando Ódio

Compartilhando

Por Leandro Ferraz

Queridos leitores, essa semana teremos nada mais nada menos que mais uma peripécia vinda dos evangélicos. Os mesmos se transformaram em uma máquina de disseminar ódio, homofobia, racismo, e pelo visto isso está longe de acabar. Ontem dia 17/03/2014, saiu no site verdadegospel.com uma matéria crucificando a Rede Globo de Televisão, o título da matéria é “Rede Globo a maior patrocinadora da imoralidade no Brasil” e sabem o porque desse ódio todo? Simplesmente porque a nova novela começou e logo no primeiro capítulo teve um beijo gay entre as atrizes Fernanda Montenegro e Natália Timberg. Mesmo com toda evolução da humanidade, ainda existem pessoas que pensam dessa forma e pior, pessoas que apoiam esse tipo de pensamento.

Na matéria o Pastor Silas Malafaia diz o seguinte: “Nesta segunda-feira à noite, dia 16, a Rede Globo mais uma vez estreou uma novela que é bem peculiar ao que ela vem fazendo há anos. Entra novela e sai novela é uma verdadeira apologia ao homossexualismo e a todo o tipo de perversão moral. Não tenho nenhuma dúvida que a Rede Globo é: A MAIOR PATROCINADORA DA IMORALIDADE E DO HOMOSSEXUALISMO NO BRASIL. UMA VERGONHA!”

Gostaria de saber como uma pessoa consegue armazenar tanto ódio e homofobia, e o porquê disso. Por se tratar de um líder religioso, ele jamais deveria se posicionar dessa forma, deveria ter ciência de sua tamanha influência no meio evangélico e pregar justamente o contrário, a compreensão, partindo do preceito que toda forma de amor é válida más não, o que vemos é totalmente o contrário.

O fator preocupante é que seus fiéis seguidores com certeza alimentarão esse ódio e transmitirão isso as pessoas a sua volta. Meu receio é que o “exército” formado por eles denominado Gladiadores do Altar, citado na publicação passada, segue link: (https://aasaoficial.wordpress.com/2015/03/10/gladiadores-do-altar/comment-page-1/#comment-100), se alimente desse ódio expelido pelo pastor e se torne um grupo de extermínio. Quanto menos pessoas compactuarem com esse tipo de atitude, mais rápido o ser humano irá evoluir e teremos cada vez menos violência, agressão, homofobia e etc… Culpar uma rede de televisão por tal ato chega a ser ignorante da parte do pastor, hoje em dia, todos nós já vemos isso como uma coisa normal, não devemos alimentar esse preconceito idiota. Andando nas ruas, em shoppings ou espaços abertos é normal nos depararmos com manifestações de carinho entre duas pessoas do mesmo sexo.

A grande culpa desse tipo de intolerância, por mais incrível que pareça é da Bíblia Sagrada, segue alguns trechos da mesma que comprovam minha tese: “Se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável.” (Levítico 20:13 RA)

“Por causa disso, os entregou Deus a paixões infames; porque até as mulheres mudaram o modo natural de suas relações íntimas por outro, contrário à natureza; semelhantemente, os homens também, deixando o contacto natural da mulher, se inflamaram mutuamente em sua sensualidade, cometendo torpeza, homens com homens, e recebendo, em si mesmos, a merecida punição do seu erro.” (Romanos 1:26-27 RA)

“Portanto, arrependam-se e voltem para deus, a fim de que ele perdoe os pecados de vocês.” (Atos 3:19 BLH)

Chegamos a um ponto que já não cabe mais esse tipo de posicionamento perante a sociedade, já temos problemas demais, por essas e outras que sempre digo “a bíblia não serve de parâmetro para nada.” As pessoas possuem livre arbítrio e são livres para decidir sobre suas vidas, opção sexual, que carreira seguir, e não devem sofrer esse tipo de agressão. Não seja mais um “massa de manobra” e raciocine a respeito. Devemos buscar sempre a evolução como ser humano, tomando esse absurdo como exemplo você só estará regredindo e caindo nessa “lavagem cerebral” promovida por eles. E é exatamente isso que eles querem, pessoas que não questionem, que aceitem tudo de cabeça baixa, que achem tudo lindo e correto.

Devemos destacar também a parte que o Pastor menciona o seguinte impropério: “A mídia tem um papel fundamental na construção de valores e na maneira que um grupo social vive. O ser humano vive de modelos de imitação, por isso quando nascemos somos a criatura mais ignorante, para nos tornarmos a mais inteligente, e isso só é possível através das relações sociais.” Para início de conversa os valores do ser humano vem de sua família, o ser desde seu nascimento é moldado por seus pais, é papel deles fazer com que a criança cresça dentro das regras da sociedade, tendo discernimento do certo e errado. Ao contrário do que o senhor pensa, é bom que elas vejam isso na televisão e não cresçam alimentando ódio e preconceito a os homossexuais. Agora quanto a nascer burro para se tornar inteligente, me desculpe Pastor, mais acho que o senhor está fazendo o caminho inverso.

Para fechar deixo a vocês uma frase de Albert Einstein: “A palavra Deus, para mim, é nada mais que a expressão e produto da fraqueza humana; a Bíblia, uma coleção de lendas honradas, mas ainda assim primitivas, que são bastante infantis.”

Segue link da matéria citada acima: http://www.verdadegospel.com/rede-globo-a-maior-patrocinadora-da-imoralidade-no-brasil/?area=1

Qualquer crítica ou sugestão, comente abaixo que responderei com todo prazer, um abraço e até a próxima.

O cachorro salvando o peixe? – Chega de palhaçada!

Por Lucas Belarmino

Cachorro-tenta-salvar-Peixe-Fora-dÁgua

Lembram do vídeo do cachorro jogando água para salvar o peixe fora d’água?

E do peixe sendo solto a beira do rio, mas decidindo voltar para a mão do humano?

Lembram-se do pássaro que alimentava os peixes?

Pois é, nossa realidade só diz respeito ao ponto de vista humano. Dar forma ou características humanas a elementos da natureza, deuses, animais e constituintes da realidade em geral é uma forma errônea de julgar o mundo.

Conhecemos como realidade os dados armazenados em nosso cérebro através de nossos sentidos. Julgamos a realidade de acordo com nossa cultura, estabelecendo o bem e o mal, que sempre serão relativos e nunca absolutos. Percebam que uso o NUNCA absolutos, pois mesmo que achemos errado matar, algumas culturas o fazem com naturalidade (com seus motivos). As religiões estigmatizam a moralidade de acordo com suas doutrinas e dogmas, afirmando possuírem a verdade (do que é certo e do que não é) e influenciam completamente a realidade.

Ontem assisti a um vídeo do Estado Islâmico que mostra uma criança executando um árabe-israelense. Qual a visão que esta criança terá de vida? Quais serão suas percepções a respeito de moralidade?

O antropomorfismo faz-se presente na religião quando filosoficamente sabe-se o que Deus quer, pensa e gostaria ou até quando se dá forma a este Deus, de acordo com o que o Ser humano acredita. Lembram que somos a imagem e semelhança de Jeová?

Para ficar mais claro o antropomorfismo, analisemos a etimologia da palavra – antro (vem de antropologia e diz respeito ao homem), morfe (forma) – portanto é tornar algo a forma humana ou enxergar algo (Deus, espécie, elementos da natureza) julgando por nosso ponto de vista.

Tomemos como exemplo aquela senhorinha que faz questão de todos os domingos levar o cachorro de estimação para tomar banho e fazer compras. O cão deixa o pet shop repleto de jóias, um óculos de sol e uma roupinha que se parece a um terno com belos sapatos. A dona orgulha-se da “alegria” que está proporcionando ao animalzinho de estimação, quando na verdade só está vendo aquela situação de acordo com a realidade do que a agrada, não analisando que tal situação tende a estressar e não agradar ao cãozinho.

Martine Roch _la marelle

Como detectamos o antropomorfismo?

Segundo meu amigo e biólogo Igor Morais: “Para começar, temos que conhecer o comportamento da espécie em questão. Se não o conhecemos, há grandes chances de interpretamos de forma errada o comportamento e – como nossa espécie é “sedenta” por significado – dar uma explicação baseada no comportamento do próprio ser humano. Por exemplo, os golfinhos costumam ameaçar abrindo a boca, para mostrar sua potencial arma que são os dentes. No entanto, o formato da boca de muitas espécies de golfinho lembra um sorriso. Assim, quem não conhece o comportamento desses animais pode facilmente interpretar uma ameaça como um comportamento amistoso, e – infelizmente – às vezes acontecem acidentes por causa disso.”

Dias atrás vi este vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=jztvao8zkpo

Trata-se de um cachorro jogando água em um peixe que estava fora d’água. Milhares de compartilhamentos e em comum as citações de que os cães têm muito a ensinar aos seres humanos. O próprio título do vídeo descreve “Quem é o animal irracional?”. O ato do cão é uma peculiaridade dos caninos, que cometem tal ação visando esconder o brinquedo, a comida, ou que quer que seja. O animal não está tentando de maneira alguma salvar o peixe!!

Também “explodiu” nas redes sociais um vídeo de um peixe sendo solto por um humano na beira do lago, mas o peixe nadava alguns metros e retornava na direção das mãos do homem que o soltou. Fora dito que o peixe era de estimação e, portanto, tinha um afeto com o dono (supostamente o rapaz que o soltava). Na verdade esta circunstância é comum a peixes com problemas cognitivos, que vão em direção a sombra e que possivelmente falecerão.

Outro caso foi a respeito de um pássaro que supostamente alimentava peixes no lago. https://www.youtube.com/watch?v=mtIdCoJdg_M (não achei o original).

E novamente foi dada a explicação pelos milhares que compartilhavam o vídeo de que o pássaro preocupava-se com os peixes e que, por isso, os alimentava. Quando na realidade a ação poderia demonstrar diversas teorias plausíveis, uma delas de que a ave teria perdido um de seus filhotes e a ação era instintiva.

Um exemplo de instinto neste sentido são os pintinhos. Quando nascem acreditam que a “mamãe” é a primeira criatura que vêem. Então se fizerem um vídeo de alguns pintinhos andando atrás de um Ser humano, podem elaborar que o pequeno pinto ama tanto o homem que não quer se afastar dele (essa parte ficou estranha não? RS).

Não sou nenhum biólogo, isto é evidente. Peço perdão se falei alguma abobrinha. O meu post de hoje é apenas uma tentativa de que sejamos mais céticos quando julgarmos outras realidades.

Lucas Belarmino

https://www.facebook.com/lucas.belarmino1

Gladiadores do Altar

 Gladiadores do Altar

gladiadores-altar-universal

Por Leandro Ferraz

Olá queridos leitores tudo bem?

Essa semana como previsto suponho eu, iremos tratar de um assunto que foi muito enfatizado na semana passada, divulgado em praticamente todos os meios de comunicação, um exército formado pela Igreja Universal intitulado de Gladiadores do Altar. Os mesmos vestem uniformes pretos e verdes, entram marchando no templo cheio de fiéis, batem continência, gritam palavras de ordem ditadas por um líder e se dizem “prontos para a batalha” (confesso que chega a dar até um certo medo) mais enfim. Bom, até ai tudo normal, tendo em vista que se restrinja apenas ao caráter religioso, o problema é se isso tomar proporções maiores, e ai?

Por meio de nota publicada em seu site, a Iurd diz que “buscar uma motivação violenta ou condenável em jovens uniformizados que marcham e cantam unidos em igrejas é tão absurdo quanto enxergar orientação fascista em instituições como o ‘Exército da Salvação’ e o Movimento Escoteiro, ambas organizações mundiais com base cristã e que, como a Universal, também se utilizam a analogia militar de forma positiva e pacífica.”

Para início de conversa, não entendo o real motivo para se criar tal “exército”, levando-se em consideração que o objetivo das religiões é pregar a paz mundial, a harmonia entre os povos e etc… Chega a soar contraditório se pararmos para analisar. Isso reflete claramente o quanto o fundamentalismo cristão no Brasil tem se tornado cada dia mais uma ameaça a diversidade sexual, e a proposta de um estado laico. O receio não só meu, mas de boa parte dos seres pensantes é que isso fuja do controle. Tudo é normal e nada alarmante até não gerar conseqüências graves, espero que isso não venha acontecer, mais se por exemplo começarem a perseguir ateus e homossexuais por exemplo? Muitos vão dizer que isso é exagero, que não tem possibilidade de acontecer, mais eu não vejo dessa forma. Podemos citar aqui, alguns casos que começaram inocentemente com esse, e que se tornaram catástrofes futuramente.

Um dos casos mundialmente conhecido é o Ku Klux Kan, para quem não sabe o que é, se trata de várias organizações racistas dos Estados Unidos que apoiam a supremacia branca e o protestantismo (padrão conhecido também como WASP) em detrimento de outras religiões. Tudo começou com uns idiotas com panos brancos na cabeça, da mesma forma que está começando Os Gladiadores do Altar, até que morreu o primeiro negro, depois o segundo, o terceiro e ai quando se atentaram para a situação a mesma já tinha fugido ao controle.

As Cruzadas também é um ótimo exemplo de como as coisas podem fugir do controle, se trata de movimentos militares de inspiração cristã que partiram da Europa Ocidental em direção à Terra Santa (nome pelo qual os cristãos denominavam a Palestina) e à cidade de Jerusalém com o intuito de conquistá-las, ocupá-las e mantê-las sob domínio cristão. Estes movimentos estenderam-se entre os séculos XI e XIII, época em que a Palestina estava sob controle dos turcos muçulmanos. No médio oriente, as cruzadas foram chamadas de “invasões francas”, já que os povos locais viam estes movimentos armados como invasões e porque a maioria dos cruzados vinha dos territórios do antigo Império Carolíngio e se autodenominavam francos. Ou seja, invadiram cidades catequizando arbitrariamente as pessoas, usando a religião como escudo para tais atos.

Espero que não tentem infiltrar uma espécie de “estado islâmico brasileiro” pois, no congresso já temos a bancada evangélica atuando fortemente, querendo até incluir o criacionismo na grade de ensino das escolas (tema já citado em outra matéria, segue o link: https://aasaoficial.wordpress.com/2014/11/19/criacionismo-obrigatorio-nas-escola-e-serio-isso/ ). Seria um retrocesso gigantesco se essa lei fosse aprovada, após tanta evolução por parte da ciência, iriam ensinar sobre Adão e Eva para as crianças na escola, seria engraçado se não fosse trágico.

Podemos destacar também que pela constituição federal, a formação de grupos paramilitares é crime, mais pelo visto, ninguém está se importando com isso, marcham dentro das igrejas e desferem gritos com braços esticados apontando para o altar, lembrando muito o exército de Hitler. Esse totalitarismo que está sendo imposto deve ser freado o mais rápido possível para se evitar uma tragédia futura, quem já viu o filme A Onda sabe do que eu estou falando, e se caso ainda não viu fica a dica. Meu receio começa partindo do preceito que a cada dia, cresce cada vez mais a comunidade evangélica no Brasil, diferente da Dinamarca e da Suécia por exemplo onde a população é 80% de ateus. A lavagem cerebral que conseguem exercer nas pessoas é impressionante, o indivíduo começa a freqüentar o templo evangélico, e em pouco tempo está totalmente tomado pelas doutrinas e ensinamentos absurdos pregados por eles e o pior, recriminando os infiéis e os não adeptos a doutrina

Desejo que isso não se expanda e venha a se tornar uma epidemia futuramente, que a liberdade de expressão seja respeitada e a liberdade de escolha também. Não quero ser perseguido simplesmente por ser ateu e pensar diferente dos demais, assim como os homossexuais também não podem ser perseguidos simplesmente por terem uma opção sexual diferente. Vivemos em um estado “laico” pelo menos na teoria, e não se pode obrigar as pessoas a compactuarem com esse absurdo. Como se já não bastassem extorsões, lavagem de dinheiro e disseminação do ódio entre as massas promovido pela igreja evangélica, agora eles possuem um “exército”.

Para fechar deixo a vocês uma frase do grandioso Friedrich Nietzsche: “Não posso acreditar num Deus que quer ser louvado o tempo todo.”

Qualquer crítica ou sugestão, comente abaixo que responderei com todo prazer, um abraço e até a próxima.

Infância corrompida

Infância Corrompida

Por Leandro Ferraz

1

Olá queridos leitores tudo bem? Bom essa semana, saindo um pouco do formato da coluna irei tratar de um assunto que tenho presenciado, e que já vem me incomodando a algum tempo, a evangelização de crianças. Tenho percebido alguns vídeos na internet, onde crianças pregam e são aclamadas pelo público, nos vídeos a maioria chega a ser um orgulho enorme para sua família. Até que ponto isso pode ser benéfico para a criança? Se é que isso pode acrescentar em algo, o que assusta é que ninguém se atenta a tais atos, ninguém se preocupa com isso e dessa forma nossas crianças tendem a crescer submissas e sem o poder de questionar nada que lhe é imposto, se tornando assim, alvos cada vez mais fáceis de serem domesticados por doutrinas religiosas.

Em muitos casos, essas crianças servem como uma mina de ouro para a igreja e para seus pais. Pois a mesma chega a virar um fenômeno no meio religioso, e de uma inocente criança, passa a ser uma atração do templo, dessa forma a mesma começa a ser explorada por ambas as partes. Isso faz com que ela perca sua infância, perca contato com meninos da sua idade, amadureça muitas vezes de forma precoce e se afaste do que seria o comportamento digamos “ideal” para sua idade. Esse abuso psicológico deve ser cessado, pois criança é um ser em formação e deve ser tratado como criança e não se aproveitar de sua inocência e sua visão doce do mundo para catequizá-la. Crianças deveriam ser proibidas de freqüentar qualquer tipo de doutrina religiosa, deveria ser imposta uma faixa etária para se freqüentar esse tipo de local, até mesmo para se prevenir abusos sexuais de menores, o que vemos acontecer corriqueiramente nos noticiários.

Hoje em dia fazem de tudo para desde cedo catequizar os bambinos. No fim de semana mesmo me deparei com um brinquedo que me chamou muita atenção e ao mesmo tempo me deixou assustado, a Bíblia para Crianças. Chega a ser bonitinho, bem feito e etc, e é nisso que está o meu maior receio. Não se pode influir dessa forma na formação de uma criança, ao meu ver, toda criança deveria ser isenta de qualquer influência religiosa e a mesma deveria escolher sua orientação depois que já tivesse idade suficiente e discernimento adequado para tal. Mais infelizmente o que vemos hoje é exatamente o contrário disso, em uma situação recente me deparei com algo que ilustra bem onde quero chegar, estava eu na casa da minha namorada, e a mesma começou a sentir-se mal com falta de ar, a sobrinha pequena dela teceu o seguinte comentário “chama o fulano de tal para rezar pra ela…” Isso é o exemplo vivo de como cada vez mais cedo estão fazendo de tudo para arrebatar ovelhas para o seu rebanho. E o pior nisso tudo é que contam com a conivência dos pais, quem vêem isso acontecer debaixo de seus olhos e ainda contribuem com esse tipo de atitude, seja levando a igreja ou dando a eles brinquedos com cunho religioso.

Pretendo não passar nenhuma orientação religiosa para meu futuro filho(a) (quando vir a ser pai), vou deixar que ele(a) seja livre e que curta demais sua infância, sem se preocupar com pecados, céu, inferno, ou se está agradando seu deus ou não. A meu ver, isso não acrescenta em nada na formação dele(a), ensinarei a ele(a) valores morais e éticos, discernimento sobre o certo e errado, respeitar as pessoas, ser honesto, ter dignidade, ser uma pessoa responsável e etc, mais nada ligado a nenhum cunho religioso, deixarei a cargo dele(a). Apenas mostrarei as opções e deixarei que ele(a) escolha a que caminho seguir, mais uma coisa é certo, farei com que ele(a) seja questionador assim como eu aprendi a ser e não simplesmente aceitar tudo que lhe é imposto sem antes raciocinar a respeito daquilo. O questionamento é a melhor forma de se alcançar a sabedoria e afastar de você o que não é coerente, tire suas vendas, desamarre sua mordaça, seja livre para pensar e pesquise sobre o que lhe soa entranho, somente dessa forma você conseguirá enxergar além do que os olhos conseguem ver!

Para fechar, deixo a vocês uma frase do parapsicólogo, filósofo, poeta, escritor, conferencista e autor de livros e artigos Valter da Rosa Borges:

“Um ateu diria que Deus  fez esse mundo tão mal feito,  tão cheio de sofrimentos  que ficou envergonhado  e até hoje vive escondido.”

Qualquer crítica ou sugestão, comente abaixo que responderei com todo prazer, um abraço e até a próxima.

Religiões – paz e amor?

Religiões – paz e amor?

Por Laudenir Ferreira

paz amor e felicidade

Dias atrás, li em uma reportagem em que o Papa Francisco dizia que o Alcorão era uma religião que prega a paz. A noticia seria boa, se fosse verdadeira, haja vista que é baseado no livro sagrado dos muçulmanos que eles se baseiam para cometerem todas as atrocidades que cometem. Não quero aqui dizer que todo islâmico é terrorista, mas de certo são no mínimo coniventes com aquilo que os terroristas fazem.

Não chegou a ser nenhuma surpresa, ao menos para mim, a execução do piloto jordaniano, mas a forma como ele foi assassinado sim. Foi realmente uma coisa surreal, digna de um prêmio da academia de cinema de hollywood, com todo aquele jogo de cena, diversos homens fortemente armados e prontos para intervir caso o prisioneiro tentasse uma fuga, como se fosse possível fugir das grades, passar pelos soldados armados e por fim ter sua liberdade em seu país. Também é surpreendente a necessidade dos terroristas islâmicos de exibir todas as suas execuções, como quem quer chamar a atenção imputando culpa em outros povos pela sua crueldade e tudo pela honra de seu deus Aláh e do seu profeta Maomé gerando assim um ódio generalizado pelo Islã e seus seguidores. A comunidade internacional, a mídia e outras religiões pregam o fim do terror imposto por tais pessoas, mas por outro lado dá apoio bélico, e treinamento militar aos terroristas.

Isso me lembra de uma outra religião, a cristã, que costumava fazer o mesmo tipo de coisa contra quem ela considerava contra a sua doutrina, coisas do tipo queimar pessoas vivas, torturas, massacres de povos considerados hereges e até, pasmem, sorrir, isso mesmo sorrir era motivo para que alguém fosse torturado e morto, talvez não com o requinte de crueldade aplicado pelo Tribunal do Santo Ofício, mas sim pelas sequelas e danos causados às vítimas e pelo mesmo motivo que o islã o faz, para a honra e glória do seu deus. Nos dias atuais vamos várias denominações religiosas pregando o ódio e incitando seus membros a irem contra quem pense de forma diferente da deles, enquanto as mesmas protegem bandidos e estupradores que se juntam com tal finalidade. Buscam a todo custo dominar a política, enfiando leis absurdas em nossa constituição com o objetivo de tornar o nosso país em um novo oriente médio. Esse a quem me refiro, são os pastores protestantes, sim, protestantes por que protestaram no passado contra o próprio cristianismo que hoje querem estabelecer como único em nosso país, não posso chamar de evangélico, pois esse é todo aquele que segue um evangelho, são os mesmos que estão aqui no RJ, expulsando os pais e mães de santo das comunidades, que invadem templos católicos e vilipendiam sua imagens e os que se vitimizam quando falamos mau deles, isso não lembra o que aconteceu com o Charlie Hebdo? A possibilidade de acontecer aqui no Brasil não está descartada, pelo contrário a bancada evangélica é cada vez maior e se não fizermos nada para impedí-los em seus planos seremos um novo Afeganistão em breve.

Lutemos pela nossa liberdade, lutemos por amor, lutemos por um Brasil verdadeiramente laico.

Referências:

http://www.tsf.pt/PaginaInicial/Internacional/Interior.aspx?content_id=4139627

http://papa.cancaonova.com/isla-nao-pode-ser-equiparado-ao-terrorismo-diz-papa/

http://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2015/02/03/estado-islamico-afirma-ter-queimado-vivo-refem-jordaniano.htm