Estado Laico, um sonho ou uma realidade?

dinheiro

Por Leandro Ferraz

Queridos leitores, essa semana iremos tratar de um assunto que está cada vez mais em destaque nas mídias sociais e tomando proporções gigantescas, a bancada evangélica no congresso. Para início de conversa, ai vão algumas informações a respeito: os parlamentares com vínculo a instituições religiosas hoje, já representam um quinto do congresso e vem ganhando cada dia mais força. Em 20 anos, cresceu absurdamente o número de deputados federais e senadores evangélicos, o número mais que triplicou – para se ter uma idéia em 1990 tínhamos 23 deputados evangélicos na bancada, em 2010 esse número saltou para nada menos que 73, e continua crescendo cada vez mais. Com isso, os debates quanto aos direitos civis, legalização das drogas, liberação do aborto, laicização do estado e direitos humanos estão mais freqüentes.

Se você reparar bem, os católicos predominavam antigamente, mais com o crescimento da população evangélica no Brasil ouve um certo desequilíbrio nessa equação. A disputa transpôs o campo religioso e abrangeu o campo político de forma avassaladora. Se utilizando do pretexto de “preservar a vida” os parlamentares pertencentes as bancadas católica (22 congressistas) e evangélica, deixam de lado suas diferenças e se unem para tentar frear o avanço de pautas polêmicas como aborto, casamento homossexual e liberação das drogas. Mas os esforços de hoje se diferem do comportamento pós redemocratização, onde os movimentos católicos e evangélicos foram essenciais para o avanço dos direitos humanos e defesa das minorias, temos como exemplo temas ligados a terra, melhoria das condições de trabalho e dos cidadãos.

Temos que ficar atento quanto ao poder que essas alianças podem gerar dentro do congresso, por exemplo, a Frente Parlamentar em Defesa da Vida e Preservação da Família reúne católicos, evangélicos e outros políticos de cunho religioso, se somado, são 192 parlamentares, ou seja, 40% do congresso nacional.

Isso mostra como a religião está se tornando cada vez mais uma ameaça pro estado laico brasileiro. Hoje Cerca de metade dos deputados pentecostais é composta por pastores, cantores gospel e parentes de líderes de igrejas, tele-evangelistas e donos de emissoras de rádio e TV. Estes para serem eleitos, contam com apoio eleitoral de pastores e líderes religiosos. O certo deveria não se misturar de forma alguma interesses políticos e religiosos, mais infelizmente isso já não é mais possível, tendo em vista que a cada dia o número de religiosos no poder aumenta.

Isso fere o conceito de estado laico, para quem não conhece bem o termo segue o conceito: “Estado laico significa um país ou nação com uma posição neutra no campo religioso. Também conhecido como Estado secular, o Estado laico tem como princípio a imparcialidade em assuntos religiosos, não apoiando ou discriminando nenhuma religião. Um Estado laico defende a liberdade religiosa a todos os seus cidadãos e não permite a interferência de correntes religiosas em matérias sociopolíticas e culturais.”

O problema maior é que na teoria o estado é laico, mais na prática isso não está nem perto de acontecer. Interesses políticos estão se atrelando a interesses religiosos, bancadas de cunho religioso se reunindo no poder, agora querem eleger Marco Feliciano para a presidência da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, ou seja, mais um fato que se concretizado, irá reforçar ainda mais a bancada no poder.

Para fechar deixo a vocês uma frase de José Saramago: “Não sou um ateu total, todos os dias tento encontrar um sinal de Deus, mas infelizmente não o encontro.”

Qualquer crítica ou sugestão, comente abaixo que responderei com todo prazer, um abraço e até a próxima.

Anúncios

4 comentários sobre “Estado Laico, um sonho ou uma realidade?

  1. ( L A I C O S )
    SE VOCÊ QUISER CONVERSAR SOBRE NÃO RELIGIOSIDADE, TALVEZ EU TENHA ALGUMAS PALAVRAS A DIZER.
    SE NÃO, TUDO BEM, CONTINUE NA SUA E EU NA MINHA.

    Curtir

    • Olá Nelson, gostaria sim de saber o que você tem a dizer a respeito da não religiosidade, esteja a vontade para expressar sua opinião e debateremos, obrigado!

      Curtir

  2. Josiane, devido a esse posicionamento do Ted mencionado por você, acredito eu que dificilmente ele terá sucesso em sua candidatura, pois o povo americano não é bobo e lá esse tipo de ideologia retrógrada não é bem vista.

    Curtir

  3. Ótimo tema! Deixo um outro exemplo, que é o caso do Estados Unidos. Ted Cruz esta se pronunciando para a candidatura a presidência para próxima eleição. E nas suas propostas estão: contra a liberação do casamento homossexual, contra o aborto, entre outras. Na intenção de votos ele se encontra em 8º lugar. Um politico conservador que é considerado o homem mais odiado no senado, devido sua determinação em regressar aos tempos do militarismo.

    Curtir

Deixe seu comentário ou sugira o assunto do seu interesse para futuras publicações!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s