Explica, mas… justifica?

Por Laudenir Araújo

Sempre me perguntei sobre o porquê os deuses, sempre tão poderosos e cheios de si, necessitam conquistar por meio de guerras outros povos. Sempre ouve-se falar que Deus pode tudo, pois é omnipotente ou que Aláh é todo poderoso, mas, o que explicaria uma guerra em seu nome? Seria uma forma de perpetuar-se no poder?Seria uma maneira de se impor com relação aos demais deuses de um pantheon?

Omnipotente? Se fosse não haveria guerra, bastava estalar os dedos e pronto, todos o amariam!

Aliás, se deuses podem tudo, eles também podem mentir, correto? E é exatamente isso o que fazem, sobretudo por meio seus emissários, aqueles que se proclamam “ungidos” ou “enviados de deus”, esses tentam explicar o por que deuses amam, ou por que deuses matam através das mais absurdas interpretações dos livros atribuídos aos deuses que seguem.

Lideres religiosos no afã de manter seu status de “chefes” de uma congregação, a que eles denominam nação de deus. Esses mesmosveem a público com toda a pompa atemorizar a população, não só com relação à outras religiões, mas também contra os que vão contra seus ensinamentos e aí destilam todo o seu ódio contra tudo e todos contrários ao seu projeto de poder, e “explicam” descontextualizando a Omnibenevolência divina, fazem ameaças claras aos oponentes e afirmam haver uma chance de redenção, caso aceitem ser subjulgados ao poder de deus e se apoiam nos livros divinos como por exemplo o Alcorão e a Bíblia.

Por que devemos contestar esses livros? Os livro são de uma outra época, escritos por pessoas que viviam em outra realidade e ainda tinham um outro estivo de vida, isso faz com o que se tornem completamente obsoletas as sandices neles escritas como por exemplo as “ayahs” do Alcorão.

1 – “E quando vos enfrentardes com os incrédulos, (em batalha), golpeai-lhes os pescoços, até que os tenhais dominado, e tomai (os sobreviventes) como prisioneiros.” – Alcorão 47:4

2 – “Matai-os onde quer se os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. … E combatei-os até terminar a perseguição e prevalecer a religião de Deus. Porém, se desistirem, não haverá mais hostilidades, senão contra os iníquos.” – Alcorão 2:191,193

O contexto histórico desta passagem não é uma guerra defensiva. Os maometanos tinham acabado de chegar a Medina e não estavam sendo atacados. Maomé não está a ordenar aos seus seguidores que tomam ações contra os inimigos que os estão a perseguir, mas sim a ordenar os seus fiéis a subjugar as povoações dos infiéis e matá-los.

http://www.ibeipr.com.br/ibei.php?path=alcorao

A Bíblia apresenta o mesmos mandamentos:

NUMEROS 25:4 “Disse Deus a Moisés: Toma todos os cabeças do povo e enforca-os ao Senhor diante do Sol, e o ardor da ira do Senhor se retirará de Israel.”

DEUTERONOMIO 7:2 Deus dá conselho aos Israelitas para destruir totalmente, sem piedade, todos que tiverem que enfrentar.

JOSUÉ 10:40 “Assim feriu Josué toda aquela terra, as montanhas, o sul, e as campinas, e as descidas das águas, e a todos os seus reis. Nada deixou de resto; mas tudo o que tinha fôlego destruiu, como ordenara o Senhor Deus de Israel.”

Os textos acima explicam as guerras e determinam o que deve ser feito em nome de deus para que ele possa ser único. Agora justifique toda essa condenação?

Ódio, Ego, Narcismo???…Talvez você diga para mim que estou fora do contexto para refutar, mas da mesma forma você está fora do contexto para afirmar que estou errado, ou existe outra interpretação para matar?

Fontes:

http://www.ibeipr.com.br/ibei.php?path=alcorao

https://www.bibliaonline.com.br

http://perigoislamico.blogspot.com.br

 

 

 

 

 

 

Anúncios