Nota de falecimento

Por Laudenir Araujo

caixaopreto

Venho por meio desta, comunicar-lhes que no dia 24 de dezembro de 2014, veio a óbito mais uma divindade.

A divindade fora vítima de inúmeros atentados ao longo de sua vida, mas como toda mulher, forte e guerreira, não se deixou abater, mesmo nos momentos em que ficou gravemente ferida.

Ao longo de sua existência fez muitos inimigos e estes não lhes deram trégua, até mesmo quando ela se recuperava dos golpes sofridos. Ela buscou parceria com outra mulher, igualmente guerreira, a Maria da Penha, mas infelizmente os inimigos, quase sempre furiosos com o fato de ver uma mulher atrapalhar os seus planos machistas de dominação mais uma vez atentaram contra ela.

O laudo pericial indica impacto contundente, sem chance de defesa e a causa mortis foi traição.

As investigações apontam que discípulos da deusa, arquitetaram um plano para acabar com a vida dela.

Segundo o investigador, o autor do golpe foi um de seus maiores discípulos e que o crime teve a motivação política.

O mais lamentável é o fato de várias testemunhas do crime se recusarem a depor em favor da divindade, eles temem por uma represália superior, e assim, como em muitos casos de violência contra as mulheres o crime ficará impune. Infelizmente será só mais um número na estatística.

A morte dessa divindade não é motivo de comemoração para os ateus, mas é um motivo de repúdio de toda a comunidade teísta do mundo, afinal de contas, essa divindade representa a esperança do seu povo em dias melhores e até mesmo os ateus nela acreditavam, por esse fato declaro LUTO em favor de THÉMIS, deusa da justiça, morta por seus discípulos.

Thémis, representava a esperança de um povo sedento por justiça. Ocupará seu lugar sua irmã gêmea, que representa a ilusão de justiça.

Descanse em paz!

http://oglobo.globo.com/rio/justica-concede-liberdade-ao-pastor-marcos-pereira-da-silva-na-vespera-de-natal-14908798

10877769_771427286278400_718124836_n

Anúncios