A aposta de Pascal

Por Hélio Lima

 

Este é um argumento fideísta muito famoso postulado numa matriz matemática

X/Y ————> Deus existe ou Deus não existe

Crentes -> Tudo a ganhar ou Nada a perder
Descrentes -> Tudo a perder ou Nada a ganhar

Baseado na falta de argumentos a favor ou contra que justifique racionalmente a existência divina. Bom, analisando friamente, o crente possuí uma boa razão para crer, mas o problema está na justificativa em relação a “crer sem provas” pois essa é a natureza da fé em divindades, seria o mesmo que validar uma mentira justificando-a que é preciso “crer sem provas”, ou seja, a natureza da fé em deus é a mesma da mentira, o que coloca a fé como imoral. É imoral possuir fé em Deus?
Agora a fé e a mentira estão atrelados a seus propósitos, então posso reformular o argumento de Pascal reparando a natureza da fé e pressupondo a moralidade divina

X/Y ————> Deus existe ou Deus não existe

Crentes -> Tudo a perder ou Nada a perder
Descrentes -> Tudo a perder ou Nada a ganhar

Moral da história = possuir fé ou não em Deus não faria diferença alguma caso sua existência não seja justificada.

____________
Essa semana deixo este texto do amigo Hélio para vocês apreciarem.  E como sempre, uma fotinha de brinde:

FF

Anúncios